Estudos em gêmeos ajudam a entender os transtornos alimentares

31 de julho de 2012
Por

Gêmeas idênticasPesquisas com gêmeos indicam que o período pré-natal e a puberdade são dois períodos críticos para o desenvolvimento de transtornos alimentares, como a anorexia nervosa e a bulimia.

A anorexia nervosa é uma doença em que a pessoa tem uma imagem distorcida do próprio corpo, um medo irracional de engordar e come tão pouco que chega a emagrecer até ficar parecendo “pele e osso”. A bulimia nervosa é uma doença parecida, só que em vez de ficar sem comer, a pessoa come e depois provoca o vômito.

A Universidade Estadual de Michigan está fazendo um grande banco de dados sobre gêmeos, com o objetivo de estudar a fundo as influências genéticas e ambientais de dezenas de doenças, incluindo transtornos alimentares.

A vantagem de fazer pesquisas em gêmeos é que pode-se separar o componente genético dos ambientais. Por exemplo, se os gêmeos são idênticos (têm o mesmo código genético), as diferenças entre eles podem ser causadas por fatores ambientais não compartilhados. Se eles não são idênticos, estas diferenças também podem ser decorrentes de genes não compartilhados. Desta forma, pode-se identificar quais genes e quais fatores ambientais têm influência sobre os transtornos comportamentais.

Alguns estudos mostram que hereditariedade é responsável por mais da metade dos casos de anorexia nervosa e bulimia e que os hormônios femininos tem influência no desencadeamento da doença. Por este motivo estas doenças são muito mais comuns em mulheres e em geral começam na adolescência.

Além disso, alguns estudos sugerem que os níveis de hormônios masculinos da mãe durante a gestação pode ter um efeito protetor para o futuro desenvolvimento destas doenças nas filhas.

Grandes estudos com gêmeos trazem nova perspectivas para melhorar a compreensão de doenças que têm tanto influência genética como ambiental, principalmente agora que sabemos que existem complexas interações entre gene e meio ambiente.

Referência: Racine, SE et al. The Michigan State University Twin Registry (MSUTR): Genetic, Environmental, and Neurobiological Influences on Food and Diet-Related Behavior. In: Preedy VR et al., editor. Handbook of behavior, food and nutrition. New York: Springer, 2011. p. 33-43.

Share on FacebookShare on Twitter
Eduardo Bellotto

Sobre Eduardo Bellotto

Sou Médico Nefrologista formado na Universidade Federal de São Paulo e tenho muito interesse em estudar, entender e compartilhar conhecimento sobre os principais problemas que afetam as pessoas nos dias atuais, particularmente aqueles relacionados ao estilo de vida contemporâneo, como a obesidade, o diabetes e a hipertensão.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados com *

*